Produtor Rural: Como fazer a tributação da forma correta

0

Na matéria de hoje vamos falar sobre as tributações de um produtor rural, este assunto é muito importante, pois, a escolha do regime tributário pode influenciar sobre o seu negócio.

Continue conosco e fique por dentro do assunto. 

Escolha do Regime tributário 

Como já mencionamos acima, a escolha deste regime pode influenciar sobre a eficiência e os resultados do seu negócio, assim acontece também com compras de insumos ou a preparação e manejo de solo uma vez que não for bem planejado isso pode acarretar em vários problemas. 

Faça a tributação de forma correta 

Você sabe a importância de fazer a tributação de forma correta? Todos nós sabemos que o agronegócio é um dos principais pilares que sustenta a economia brasileira. 

Ela é responsável por boa parte das exportações e da riqueza do país.

De acordo com as informações do portal do governo federal em 2019, houve um aumento do PIB de 1,3% neste setor. 

Com vários resultados positivos do agronegócio, a cada dia que passa ele vem liderando mais e mais sobre o mundo, apesar de ser um ponto muito positivo isto aumenta a responsabilidade dos produtores, exigindo cada vez mais eficiência e postura profissional para enfrentar obstáculos vindo do mercado.  

Características da produção rural 

A produção rural é caracterizada por vários fatores  externos que causam instabilidades, como: 

  • Variações nas projeções para o clima;
  • Direcionamento macroeconômico;
  • Humores do mercado, etc.

Por isso os produtores rurais não medem esforços para dedicar o seu tempo aos pontos que vão ajudar no seu retorno de produção. 

A maioria dos produtores não sabem mais é muito importante optar por um regime tributário adequado, por isso se informe, esteja ciente com a realidade do seu negócio.

Faça a escolha com o objetivo de reduzir ao máximo seus custos e despesas na sua produção, pois, uma vez que você fizer a escolha errado isso pode gerar dores de cabeça e grandes perdas. 

Entenda como funciona a tributação do produtor rural 

Veja como funciona na prática a tributação do produtor rural da pessoa física e jurídica. 

Produtores Rurais Físicos: Para estes é necessário observar suas despesas, estar atento aos limites de emissão de notas fiscais para as declarações do Imposto de Renda. 

Produtores Pessoas Jurídicas:  Para estes são 3 tipos de regimes disponíveis. Veja! 

Simples Nacional 

Este regime simplifica as tributações, principalmente para as micro e pequenas empresas, a vantagem deste regime é que com ele o recolhimento dos impostos são unificados, como: 

  • Impostos Municipais, estaduais e federais;
  • PIS;
  • ICMS;
  • CSSL.

Lucro Real 

Este regime cobra das empresas os resultados anuais como: 

  • Lucro ou prejuízo.

Com isso a empresa necessariamente precisa manter uma escrituração contábil de acordo com a legislação. 

Neste regime é essencial ter um livro de registro de inventário, para registrar itens em estoque e as documentações necessárias à construção da escrituração. 

Lucro Presumido 

Para este regime a empresa vai determinar um lucro tributável baseado em uma porcentagem do seu faturamento. 

Com isso, de acordo com o ramo que o produtor exerce, o governo presume o lucro estipulando um valor médio de alíquota a ser cobrado. 

As empresas que podem escolher este regime são as que faturam entre R $4 milhões e R $78 milhões ao ano e não podem atuar no mercado financeiro nem de rendimentos de capital com origem no exterior. 

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Fonte: Dia Rural