O é uma daquelas épocas no ano em que não só a folia está a todo vapor, mas a economia também. Seja com a geração de empregos ou com o aumento na demanda de determinados produtos e serviços, hoje em dia o feriado é sinônimo de bons ventos para a economia local e nacional. E esse ano não será diferente: a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) estimou que o deste ano deve gerar uma movimentação financeira de R$6,78 bilhões. Que tal entrar nessa onda de geração de riquezas?

Os empreendedores que aproveitam essa época do ano para ter saem ganhando e você pode ser um deles. Veja 5 opções de para o feriado mais aguardado no Brasil.

1. Venda fantasias

São poucos os foliões que saem de casa no sem fantasia, o que esquenta a procura por roupas personalizadas para festas e bloquinhos. Se você sabe costurar e tem técnicas de personalização de peças de cor, estude apostar nessa fonte de durante o . Você pode tanto fazer peças customizadas por encomendas pessoais como vender suas criações em lojas já consolidadas no mercado da moda.

Para pensar nas ideias de fantasia, vale analisar bem o que está em tendência: procure memes populares, ícones (como os unicórnios) e cores e texturas que estão na moda.

2. Customize acessórios

Se você tem talentos manuais, essa fonte de renda vai ser mamão com açúcar. As fantasias de só fazem sentido quando estão cheias de acessórios coloridos e divertidos, que podem ser feitos manualmente na sua própria casa. A ideia aqui é comprar produtos como tiaras, viseiras, óculos de sol, bonés e colares em lojas de atacado e customizá-los de diferentes maneiras.

A paulistana Dani Correa, que é produtora de teatro, decidiu apostar na venda de viseiras decoradas para tentar ganhar uma nesta época do ano.

“Como o mercado [de produção cultural] está parado, me uni a uma aderecista nesse para produzir as viseiras com paetês”, conta Dani, que aceita até pagamentos em cartão. Para divulgar o trabalho, a produtora aproveita o potencial dos grupos de Facebook, que reúne vendedores com possíveis compradores. Veja uma de suas publicações:

renda-extra-carnaval
Fonte: Facebook

3. Ofereça hospedagem

Se você vai viajar neste e quer ganhar uma , pode anunciar sua casa para um “aluguel temporário” durante o feriado, por meio de plataformas como o Airbnb. Fazendo um anúncio do seu espaço, você consegue cobrar pela diária e descolar uma grana de viajantes na sua cidade.

Esta ideia também vale para pessoas que têm quartos vagos em casa. Neste caso, você não precisa deixar a casa inteira disponível para os hóspedes, apenas o quarto e um banheiro.

4. Venda bebidas geladas

Ficar desidratado no geralmente acaba em hospital: o calor, as bebidas alcóolicas, a multidão e a folia costumam ser o “combo perfeito” para desgastar o corpo do folião. Mas você pode ajudar a manter a população da sua região saudável: a boa e velha água e os sucos gelados podem combater esses problemas e você pode vender esses itens em bloquinhos (com a regulamentação e aval da prefeitura da sua cidade).

Outra ideia de venda, que já não é tão saudável, são as bebidas alcoólicas, como cervejas e geladinhos de bebidas. Para esse produtos, já é possível cobrar um valor mais alto e faturar mais.

5. Seja petsitter

Se você não é do bloco dos Animados do , e adora um animalzinho, pode investir nessa forma de : cuidar de cachorros e gatos de pessoas que foram viajar, seja abrigando os bichinhos na sua casa ou os visitando na casa dos donos.

A Carol Betella, publicitária paulistana, fez um anúncio criativo no Facebook para divulgar o serviço. Confira:

Além de ativar sua rede de conhecidos, você também pode procurar clientes em plataformas como o Dog Hero: basta anunciar o tempo de disponibilidade que você tem para cuidar do animal que a empresa te mostra donos que precisam da sua ajuda. Nessas plataformas, é possível descolar cerca de R$60 por dia pelo serviço!

Parceiro: https://www.azulis.com.br/artigo/renda-extra-no-carnaval-5-opcoes