Questões contábeis importantes para quem deseja importar ou exportar

Em um momento considerado propício para internacionalização de empresas, é preciso entender a legislação e tributação para evitar riscos, prejuízos e penalidades no comércio internacional.

0

A importação e exportação estão crescendo diariamente. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, somente no primeiro trimestre de 2021, as exportações de bens e serviços cresceram 3,7% em relação ao quarto trimestre de 2020.

As importações cresceram 11,6% no mesmo período.

Esses dados revelam que este é um momento propício para os negócios e chamam a atenção de empresários que buscam importar e exportar.

A contadora e diretora da Contax Contabilidade e Planejamento Tributário, Debora Christiane Correa, explica que aumentou consideravelmente a procura de empresas que querem buscar negócios internacionais, e alega como parte desse processo a importância de estar atento às questões fiscais e tributárias.

“Qualquer tipo e tamanho de empresa pode importar ou exportar, pois a atividade não se restringe apenas a grandes empresas, mas é preciso conhecer os detalhes formais dos países com os quais se está negociando”, declara Debora.

A contadora explica que os escritórios de contabilidade são parceiros importantes nesse momento, orientando principalmente com relação à área fiscal e na avaliação dos custos.

“A assessoria contábil auxilia em vários processos, desde a obtenção do RADAR/Siscomexemissão de notas fiscais das operações, além de diversas outras questões tarifárias e burocráticas, bem como, a busca por benefícios fiscais como TTD – Tratamento Tributário Diferenciado, junto aos Estados da Federação”.

Criado pela Receita Federal do Brasil, o RADAR/Siscomex é o sistema utilizado para evitar fraudes em relações de comércio exterior e conta com dados contábeis, fiscais e aduaneiros em tempo real.

“A contabilidade auxilia no processo de habilitação da empresa junto ao sistema para que se possa importar ou exportar dentro das regras vigentes”, declara.

A especialista ainda alerta que a alta complexidade tributária do Brasil e de países do exterior exigem atenção redobrada das empresas que desejam internacionalizar produtos e serviços.

“Uma pequena irregularidade principalmente quanto as classificações fiscais dos produtos (NCM) podem acarretar em prejuízos nas operações, caso o produto fique retido em sua origem ou destino, ou seja, apreendido”, explica.

Outro ponto destacado por Debora é que o especialista contábil é indispensável para quem deseja encontrar caminhos e soluções para a economia nos gastos.

“Para empresas que importam ou desejam iniciar na área, o profissional contábil pode auxiliar com o planejamento tributário visando o mercado de comércio exterior, com obtenções de incentivos fiscais disponíveis nos estados e no âmbito federal”, relata.

Por fim, Debora destaca que a revisão e a análise na formação do preço final do produto, seja ele importado ou exportado, é fundamental no processo de internacionalização da empresa.

“Nessa etapa a empresa pode evitar perdas e gerar competitividade de mercado nacional e internacional.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.