Redes Sociais: Confira quais são os 4 maiores vilões do engajamento

0

Nas redes sociais, mais importante do que a quantidade de seguidores é o engajamento. Afinal, pouco importa se você possui muitas pessoas te seguindo, se não há uma interação constante entre vocês.

O engajamento é mais do que essencial para se tornar um influenciador de sucesso. Pensando em te ajudar, a Non Stop, maior agência de influenciadores digitais da América Latina, lista os quatro maiores vilões que podem estar te atrapalhando neste processo. 

Não levar em conta a sua ‘persona’

Obviamente é essencial produzir conteúdos diariamente, mas isso deve ser feito com muita responsabilidade.

Conheça bem o seu público e entenda com quem está falando para ser o mais assertivo possível ao levar assuntos realmente relevantes.

Isso se aplica também ao fechar parcerias com marcas: é necessário pesquisar e entender se os valores daquela empresa condizem com os seus, e se o público percebe se existe ou não sentido naquela divulgação. 

Designed by @yanalya / freepik
Designed by @yanalya / freepik

Ignorar a participação dos seguidores

Esse é um erro que tanto influenciadores quanto marcas seguem cometendo. Não importa se a página possui poucos ou muitos seguidores, é necessário interagir o máximo possível com todos.

O público não pode, nunca, se sentir ignorado: dê atenção, curta e responda comentários. Além disso, ofereça outros tipos de interação, seja por meio de vídeos ou stories. 

Não monitorar seus resultados

A partir do momento que as suas redes sociais são uma ferramenta de trabalho, é necessário controlar resultados e estabelecer metas.

Ou seja, observe e tenha controle de tudo o que é publicado, assim saberá quais conteúdos geram mais engajamento, qual o perfil da maior parte do seu público, o local que você tem mais retorno, entre outras informações. Com isso, conseguirá fazer previsões e estabelecer metas. 

Não investir em anúncios

Os anúncios são uma importante estratégia de marketing digital. Quando você não possui esse tipo de investimento, as campanhas alcançam menos pessoas, dão menos retorno e, consequentemente, não são eficientes nem para você, nem para as marcas. 

Por Non Stop