Redes sociais: Manter o plano de negócio ou buscar likes a todo custo?

Veja dicas para buscar engajamento sem deixar o planejamento e a identidade da empresa de lado

Muitos profissionais responsáveis por redes sociais de empresas e companhias passam, frequentemente, por um grande dilema entre manter uma linha mais corporativa ou criar postagens que gerem mais likes e engajamento.

De acordo com Saulo Camelo, CEO da Camelo Digital, agência que auxilia empresas a alcançarem os seus objetivos com ferramentas e estratégias de marketing inovadoras, os likes têm uma relevância menor nos dias de hoje se comparados ao que acontecia há alguns anos. “Hoje, o engajamento se dá por compartilhamentos, conteúdos salvos ou comentados. Dito em vias técnicas, para pegar carona em memes e conteúdos virais é necessário entender se aquele conteúdo está de acordo com o que a marca tem em sua mensagem, ou até mesmo se está de acordo com o que o seu público ouve e se interessa. Não há fórmula única para todos, sendo necessário entender o contexto em que a marca está inserida”, revela.

Para o empresário, é fundamental entender qual o tipo de audiência da empresa, criando um formato adequado às mídias sociais escolhidas. “É preciso saber qual é o conteúdo que mais atrai o interesse do público, além de ter uma programação em um calendário editorial e uma visão clara sobre qual é o objetivo de cada ação. Há quem queira likes, mesmo não sendo essa a melhor estratégia e há quem busque aumento de tráfego em um site ou loja física. Os setores de criação, texto e segmentação devem estar conectados e seguindo o objetivo estabelecido”, pontua.

Segundo Camelo, uma plataforma pode ser mais efetiva que outra, dependendo da ação que a empresa pretende divulgar. “Hoje, por exemplo, há grande foco no TikTok devido ao seu algoritmo com segmentação assertiva, com o Reels do Instagram buscando equalizar esses números aumentando a entrega orgânica. Por outro lado, o conteúdo B2B é mais atrativo no LinkedIn. Se a intenção for construção, design ou criatividade, a rede social Pinterest é um ótimo canal. Cabe ao estrategista responsável pelas campanhas identificar as oportunidades em seu planejamento”, relata.

O período de pandemia demonstrou, ainda mais, a importância das redes sociais no dia a dia de empresas e startups, deixando claro que não é possível ter uma estratégia de marketing efetiva sem utilizar as principais plataformas. “Dentro da jornada do consumidor, a tomada de decisão possui touchpoints que passam pelas mídias sociais, aumentando a possibilidade de recompra por meio do remarketing. Para empresas que querem iniciar suas ações, as mídias sociais democratizam o investimento em marketing, permitindo que qualquer companhia, independentemente do seu capital, alcance uma audiência segmentada”, declara o empresário.

Ao optar pela entrega do conteúdo por meio dos métodos pagos disponíveis em sites e redes sociais, é importante segmentar corretamente esse material e ser ainda mais cauteloso em diversos aspectos. “É necessário pensar no nicho de atuação e a forma de se comunicar com quem não conhece a sua marca. É válido utilizar gatilhos no texto e imagens relacionáveis, humanizando o conteúdo a ponto de gerar uma conversa personalizada com a audiência”, revela o CEO da Camelo Digital.

Caso a marca cometa algum erro ou poste algo considerado de mau gosto, o primeiro passo é ouvir e entender a própria audiência. “Veja como eles se posicionam em relação ao conteúdo postado e analise se ele condiz ou não com a visão propagada pela empresa. Se for o caso, realize uma postagem com um pedido formal de desculpas e reforce os valores da organização, deixando claro que a marca está atenta ao que a sua comunidade posiciona . A trajetória nas redes não será feita sempre de acertos, sendo necessário que os erros sejam utilizados como aprendizado e um trampolim em busca de melhorias”, finaliza Saulo Camelo.

Por Saulo Camelo, publicitário, formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e empresário há mais de 10 anos no ramo de comunicação, marketing e publicidade.

Agência Camelo: Com sede na Capital paulista, entre as diversas soluções na área de marketing e comunicação, a empresa também desenvolve aplicativos e sites que transformam a vida de usuários.

Comentários estão fechados.