As inovações tecnológicas afetaram o modo com que a grande maioria das profissões são executadas. Mesmo para quem não é tão adepto das mídias digitais, a imersão em plataformas e domínio básico de aplicativos são questões de sobrevivência no mundo corporativo. Nessa realidade, que inclui visão off e online, está todo o setor de Recursos Humanos. A atuação exigida por empresas é de uma equipe de RH dinâmica, proativa, com visão holística da empresa e que tenha capacidade e embasamento para a tomada de decisões.

Para Gisele Haas, consultora em DHO e Business Partner do Grupo Magnus, a tão falada mudança de mindset é uma obrigatoriedade de especialistas em Recursos Humanos. “Devemos rever a forma que o RH se posiciona, sair de uma atuação de departamento pessoal para uma atuação consultiva para o negócio. A expectativa é que os profissionais não apenas conheçam o planejamento estratégico de uma empresa, mas que estejam aptos a contribuir para o desenvolvimento e crescimento da organização”, explica.

Para 2020, o olhar de Gisele Haas está primeiramente ancorado no empoderamento. O profissional de RH precisa compreender qual o seu papel, e o que se espera dele, como a organização, pares e diretores os enxerga e, mais, a importância do RH para as conquistas dos objetivos da empresa. Na sequência, segundo Gisele, vem o protagonismo. “Todo profissional, e não é algo exclusivo ao RH, deve se perceber e assumir a sua parcela de contribuição e omissão e quais as suas consequências para a organização e para a sua carreira”, pontua.

Se o profissional não sabe em que área ou função deseja seguir, há meios de buscar este entendimento, no mercado temos várias ferramentas para autoconhecimento e profissionais que podem auxiliar (psicólogos, coaches, consultores). Hoje não temos mais desculpas para ficar estagnado, na internet temos várias fontes e formatos que nos oferece conhecimento fácil e gratuito. “Não podemos e nem nos cabe mais terceirizar as nossas frustrações pelos nossos insucessos e limitações. A sua carreira é responsabilidade de quem? Sua! Se a empresa atual não oferece apoio, busque outras formas para se desenvolver, mas não deixe de estudar e se capacitar. O profissional que você é, foi moldado com base no conhecimento que você adquiriu e o seu crescimento vai ser conquistado com base na continuidade do seu desenvolvimento técnico e emocional. O conhecimento nos acompanha para onde formos, este é o único bem que ninguém tira de nós”, reforça Gisele. A especialista ainda elenca quatro aspectos que devem ser bem observados, de maneira sucinta:

1. Seja digital: tem que evoluir nesse conhecimento. Há softwares, sistemas e tantas alternativas que agilizam a Gestão e os processos de RH;

2. Capacite-se em mais áreas: o profissional de RH, para conseguir ver o macro, tem que ter uma noção, nem que seja breve, de outras áreas como finanças, marketing, gestão de projetos. Como já disse, grande parte do conhecimento hoje está disponível e sem custo;

3. Relacione-se: interno e externamente, propicie momentos para interagir com outras áreas e colaboradores. Aproveite para ampliar contatos participando de eventos, palestras e workshops sobre assuntos diversos. Seja ativo, nem que seja virtualmente. Dessa maneira, você se mantém atualizado com o mercado e aumenta as chances de disseminação de ideias no seu meio;

4. Comunique-se: aprenda a escutar, analise a informação, reflita como irá transmitir a mensagem. Vivemos na era da conectividade, mas o nosso grande desafio é se comunicar, a mensagem antes de ser transmitida, precisa ser planejada para alcançar o objetivo (interpretação do receptor dentro do sentido que você quer transmitir) e isso vale para conversas, e-mails, mensagens em aplicativos. Não são as ferramentas que dificultam a comunicação, mas sim a maneira com que as pessoas estão se comunicando.

Enfim, os desafios são grandes, mas as recompensas também. Quanto mais se olha para fora, mais se amplia a visão de como é possível trazer melhorias para dentro de si e para a organização que atua, basta dar o primeiro passo. Em 2020, se desenvolva e surpreenda-se.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta. E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!