Rio anuncia auxílio financeiro a 900 mil cariocas a partir desta sexta-feira

0

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou nesta quinta-feira (25) um auxílio financeiro a 900 mil cariocas por causa do ´Superferiado´. Serão 10 dias em que a cidade terá apenas os serviços essenciais em funcionamento.

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

O Auxílio Carioca terá R$ 900 milhões, que beneficiará 14% da população da capital fluminense. Os pagamentos começam a partir des desta sexta-feira (26) e terminando no domingo de Páscoa, dia 4 de abril (período que será aplicado as medidas mais restritivas por causa do novo coronavírus).

Cartão Família Carioca: Irá beneficiar 177.091 mil pessoas, totalizando R$ 14,1 milhões. Sendo R$ 240 por família.

Cartão Alimentação: Ajudará alunos da rede municipal de educação, quando cada aluno receberá R$ 108,50. Serão beneficiados 643 mil estudantes, totalizando 72,7 milhões.

Apoio emergencial: Irá beneficiar 50.339 mil pessoas, num total de R$ 5,7 milhões. Aqui cada família receberá R$ 200.

Comércio ambulante: 13,5 mil pessoas serão beneficiadas, totalizando R$ 7,7 milhões. Cada pessoa terá direito de receber R$ 500.

O prefeito Eduardo Paes disse que serão beneficiadas as pessoas mais pobres da cidade, permitindo que elas tenham uma renda.

“Estamos garantindo para as pessoas mais pobres dessa cidade a possibilidade de que elas tenham renda, podendo se preservar nesse momento”, disse Paes.

Dos R$ 100 milhões que serão usados no programa, R$ 70 milhões são dos cofres do município do Rio de Janeiro. E os R$ 30 milhões da Câmara de Vereadores.

Para saber se terá direito a algum benefício, o carioca terá que acessar o site www.carioca.rio, nos próximos dias.

Apoio emergencial e ambulantes Das quatro frentes de atuação do Auxílio Carioca, o apoio emergencial e o valor repassado aos ambulantes são novidades na assistência financeira da prefeitura à população.

Em relação ao Cartão Carioca, ele já é oferecido às famílias no Bolsa Família como complemento da renda.

Para reforçar as merendas dos estudantes durante a pandemia, a Prefeitura criou o cartão alimentação.

Na novidade está no programa apoio emergencial que beneficiará 23 mil famílias que tenham renda per capita de até R$ 169.

“São aquelas pessoas que vivem na pobreza extrema. Já estão no Cadastro Único do governo federal, mas não recebem nem o Cartão Família Carioca, nem o Bolsa Família”, destacou Paes.

Os ambulantes não foram esquecidos, eles irão receber R$ 500, são aqueles que estão cadastrados na prefeitura e pagaram taxa para atuar nas ruas da cidade até 2019.

“Esses ambulantes são pessoas que estão nas praias, barraqueiros, que estão nos corredores comerciais da cidade, de feira de ambulante… que comercializam os produtos nas ruas, desde que estejam cadastrados no município”, concluiu Eduardo Paes.

Edição por Jorge Roberto Wrigt Cunha – jornalista do Jornal Contábil