Saiba como investir em um negócio sem ficar no prejuízo

0

Para superar a recessão no setor de food service, além de elaborar novas formas de funcionamento, muitos comerciantes optaram por negociar suas dívidas e custos fixos com parceiros e fornecedores.

Segundo um levantamento da Associação Nacional de Restaurantes (ANR), em parceria com a Galunion Consultoria e empreendedores do mercado de Alimentação Fora do Lar (AFL), para 41% dos entrevistados, firmar novas parcerias de negócios e investidores é um caminho a ser tomado para permanecer no mercado. 

Para Gustavo Penna, co-fundador e líder de Growth da Menu –  startup que conecta pequenos comerciantes do setor de food service a grandes indústrias -, o comerciante costuma misturar as contas pessoais com as do próprio negócio.

“Por isso, para quem está começando ou pretende abrir um empreendimento, a receita de sucesso inclui gestão eficiente, organização e boa comunicação com o cliente.

O dono do estabelecimento precisa saber lidar com gestão de estoque, abastecimento e controle de gastos”, comenta Penna. 

Pensando nisso, o especialista separou 6 dicas  para ajudar pessoas que planejam empreender em 2021:

1. Defina o tipo de negócio

Para ter um empreendimento, é necessário que ele seja organizado desde o primeiro momento, afinal a sistematização vai ajudar o empreendedor a saber planejar as tarefas que precisam ser feitas e em que tempo devem ser realizadas diariamente para o tipo de estabelecimento que for definido. 

2. Conheça a concorrência

Não há como negar que a concorrência gera melhores resultados, instigando o aperfeiçoamento do mercado. Não  se pode ter medo ou preguiça de estudar e aprender com seus concorrentes, afinal, eles podem ter ótimas estratégias com as quais sua empresa pode implementar, elevando os lucros.

Designed by @yanalya / freepik
Designed by @yanalya / freepik

3. Use a criatividade 

Sempre esteja à procura de outras maneiras inovadoras de melhorar o seu negócio e fazê-lo se destacar da concorrência. Para começar, é essencial que você reconheça que não sabe tudo (e, provavelmente, nunca saberá).

Por isso, esteja aberto a novas ideias e novas abordagens para ter lucro em seu empreendimento.

Durante a crise vimos bares e restaurantes que se reinventaram e apostaram em tendências como as Dark Kitchens ou Restaurantes virtuais, sistema Grab and Go, marmitarias gourmets, entre outras. 

4. Registre todas as informações

Todos os empreendimentos devem manter todos os seus registros detalhados, como entrada e saída de insumos e alimentos, contratação de profissionais, avaliações individuais, análise de fluxo de caixa.

Ao fazer isso, é possível saber, precisamente, em que situação o empreendimento está financeiramente, além de perceber os desafios potenciais que podem aparecer pelo caminho após a abertura.

5. Personalize o atendimento

Optar por uma recepção diferente que cause boa impressão já te ajuda a se destacar entre a concorrência. Restaurantes podem investir no sistema drive-thru, que consiste em entregar a comida para o consumidor em seus carros.

A tendência, também intensificada pela COVID-19, permite que cada cliente coma em seu próprio veículo, ou leve a refeição para suas casas, evitando aglomerações.

Com as novas restrições impostas pelo governo e o funcionamento dos estabelecimentos apenas por entregas, aposte em embalagens diferentes, recados personalizados ou até mesmo em cartões fidelidade. Muitas vezes são ações simples que fazem com que seu cliente se sinta especial.

6. Aposte nas redes sociais

Alguns canais de comunicação na internet são ótimas vitrines para divulgação de novidades, promoções, cardápios e feedbacks.

Além disso, alcançam uma grande quantidade de pessoas que possam se interessar pelo serviços prestado.

Por isso,  estar presente nas redes sociais em que os seus clientes estão ativos é fundamental para que o seu restaurante seja lembrado, principalmente