Salário-família e maternidade: Mudanças no reembolso na DCTFWeb

Entenda as mudanças no reembolso do salário-família e do salário-maternidade na DCTFWeb. Se mantenha informado!

As leis estão sempre mudando, obrigações antigas são substituídas por novas, isso acaba gerando muitas dúvidas, como foi o caso da substituição da SEFIP pela DCTFWeb, as empresas ainda estão se adaptando.

Entre as mudanças com a chegada da DCTFWeb na vida das empresas, estão as dúvidas sobre como fica o Reembolso do salário-família e do salário-maternidade após a mudança de declarações.

No artigo de hoje te explicaremos sobre as mudanças do reembolso do salário-família e salário-maternidade na DCTFWeb. 

Se mantenha informado!

Como o reembolso era feito antes?

Antes o pedido de reembolso era um processo longo e cansativo, diversos escritórios esperavam muito tempo para informar que a restituição seria feita para os seus clientes, veja como eram os processos:

  • Para o salário-família, o valor era informado no mês referido na GFIP; 
  • No caso do salário-maternidade, era necessário ser informado no SEFIP na seção Dedução-Salário Maternidade. 

Em ambos o processo de restituição era mais burocrático e demorado do que atualmente, explicaremos isso melhor.

Restituição do salário-família na DCTFWeb

Primeiramente, é preciso informar no cadastro (S-2200/ S-2300) se o trabalhador recebe salário-família, a DCTFWeb associa automaticamente o salário-família do mês. 

O que mudou é que não se pode mais compensar o saldo nos meses seguintes, se houver saldo, só se pode pedir reembolso (a mesma coisa se a empresa não realizar a dedução do salário-família no mês).

Se for preciso realizar um pedido de reembolso, o processo poderá ser realizado através do programa PER/DCOMP

Entretanto, se o programa não puder ser utilizado, a solução é realizar o preenchimento do formulário disponível no Anexo III da IN RFB nº 1.717/17. 

Restituição do salário-maternidade na DCTFWeb

No salário-maternidade, o primeiro passo é comunicar o afastamento da gestante, o evento é o S-2230 com o código 17 (Licença Maternidade). Como no salário-família, a vinculação à DCTFWeb é feita automaticamente. 

As regras sobre dedução, compensação e reembolso são as mesmas do salário-família, e estão presentes na IN RFB nº 1.717/17. 

As mesmas regras para utilizar o PER/DCOMP também valem para o reembolso do salário-maternidade.

Concluindo

As mudanças que ocorreram no caso de restituição para o salário-família e salário-maternidade na DCTFWeb tem como finalidade tornar tudo mais prático e rápido, para que o contribuinte possa transmitir informações e realizar as suas solicitações sem muita burocracia.

Atualizações como a que ocorreu com o eSocial em julho de 2021 buscam facilitar o cumprimento das obrigações, isso diminui a burocracia e ajuda as empresas. Afinal, quanto menos tempo gasto com burocracia, mais tempo pode ser investido no crescimento da empresa.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.