Agora em junho, a Caixa irá disponibilizar novo saque do FGTS para os trabalhadores. Terão direito os nascidos em maio e junho que aderiram o saque-aniversário do Fundo.

O valor poderá ser sacado até 31 de agosto para nascidos em maio e junho.

Para que você receba o saque-aniversário ainda em 2020 será necessário optar até o último dia do mês em que nasceu (exceto as pessoas que nasceram em novembro e dezembro, que recebem no inicio de 2021), quem não fizer dentro do prazo neste ano pode pedir a qualquer momento, entretanto, só vai ter direito ao saque-aniversário a partir de 2021.

O valor para saque irá variar de 50% do saldo, para contas com até R$ 500, a 5% do saldo e adicional até R$ 2.900 para contas com saldo com mais de R$ 20 mil.

Lembrado que quem aderir ao saque-aniversário, não poderá retirar todo o valor do fundo caso seja demitido sem justa causa, apenas o valor da multa de 40%. Já as outras possibilidades de liberação não serão afetadas pelo saque-aniversário.

Como garantir a antecipação do Auxílio-Doença no valor de R$ 1.045

Por causa da pandemia do novo coronavírus que colocou todo mundo em isolamento social, o que obrigou as agências do INSS fechar temporariamente para o atendimento presencial, o que está impendido a realização de perícia médica.

Para não deixar os segurados sem assistência, o governo estabeleceu através de uma portaria, regras para concessão do auxílio-doença pela Internet.

Quem necessitar do benefício deverá realizar o pedido pelo Meu INSS, no site gov..br/meuinss ou no aplicativo do mesmo nome, e enviar o atestado médico.

Durante a suspensão do atendimento presencial nas agências, quem solicitar o auxílio-doença e enviar laudo médico receberá o benefício por incapacidade antecipado no valor de R$ 1.045.

Para quem já tinha perícia agendada e foi cancelada por causa do isolamento social poderá fazer uma nova solicitação, pelo Meu INSS, para também receber a antecipação.

Caso tenha direito a um valor maior que um salário mínimo (R$1.045), o INSS fará a correção quando voltar a funcionar normalmente.

O valor R$ 1.045 será pago por três meses, sendo possível acontecer uma prorrogação, conforme informou a Previdência.

O pagamento só será feiro após análise de pedido por um médico perito, que irá avaliar o atestado enviado pelo Meu INSS.

Para enviar o documento, você pode fotografar ou digitalizar para ser anexado no sistema e deverá conter a assinatura do médico, a doença e o tempo de afastamento.

Você poderá acompanhar o requerimento pelo Meu INSS ou pela central telefônica 135, que está funcionando de segunda a sábado, das 7 horas até às 22 horas.