De acordo com o levantamento feito pela Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), mais de 50% das famílias brasileiras estão com dívidas. Isso significa que muitos brasileiros têm restrição de crédito, com seu nome e CPF inscritos em bancos de dados de inadimplência, como Serasa e SPC. Esta restrição não pode ser utilizada para crédito junto aos bancos e órgãos financeiros. Mas em algum momento esta dívida caduca e, então, o consumidor consegue voltar a utilizar o CPF para comprar? Confira as informações abaixo para ajudá-lo.

O que significa “caducar”?

Este é um termo popular entre os brasileiros para designar uma passagem de longo período após a contração de uma dívida, quando ela ainda existe, mas o nome do devedor deixa aparecer em bancos de restrição de crédito.

Quanto tempo leva para uma dívida caducar?

Esta é uma dúvida comum entre a população, que muitas vezes não tem certeza sobre o prazo. De acordo com o artigo 205 do Código Civil, os débitos prescritos em 10 anos , salvo algumas exceções . Contas comuns dos brasileiros, como serviços de água, luz e telefone, além de boletos em geral, podem ser cobradas por no máximo cinco anos . Já para aluguel, o prazo é de três anos . Lembrando que as dívidas ainda vão existir, o CPF não está mais disponível no cadastro de inadimplentes.

CPF

Após uma dívida quitada, posso voltar a usar meu CPF para fazer compras?

Pode! Após a dívida prescrever, é preciso solicitar a retirada do seu nome e dados dos bancos de cadastro. Quando isto acontecer, é possível voltar utilizar seu CPF para fazer compras em todo o tipo de estabelecimento.


Entretanto, vale ressaltar que, se a dívida for com um banco, cartão de crédito e entidades comerciais em geral, as empresas ainda terão seus dados em um registro próprio e, provavelmente, será difícil obter crédito com as mesmas novamente. Você poderá ter dificuldades principalmente para conseguir crédito com bancos.

Como fazer para melhorar o CPF após a dívida caducar?

O primeiro passo sem dúvida é tentar quitar a dívida mesmo que o seu nome não conste mais nos cadastros. Além disso, uma boa dica é melhorar o seu score no ranking de Cadastro Positivo da Serasa. Por meio dele, as instituições analisarão o seu crédito e comportamento como consumidor, avaliando se você é um cliente confiável.

O que pode ajudar é mostrar às instituições de crédito que agora você está agindo de forma diferente; que, apesar de não ter honrado seus compromissos no passado, passou a pagar suas contas em dia e mantém seu nome limpo. Desta forma, cria-se uma relação de confiança.

Contudo, mesmo assim, siga com dificuldades, existem várias opções de cartões de crédito e entidades que concederam o uso de crédito para negativados. Já citamos algumas opções anteriormente aqui no Seu Crédito Digital, como o BMG Card , o Bradesco Consignado e o cartão do Banco Inter .

Conteúdo original Seu crédito Digital