Valores a receber: como consultar pelo CPF na 2ª fase de liberação?

'Valores a Receber' é um serviço em que você pode consultar se tem dinheiro esquecido ou inesperado em algum banco

Valores a receber teriam uma segunda fase em 2 de maio deste ano. No entanto, o Banco Central (BC) adiou, e o dinheiro continua ‘esquecido’. Não há uma data confirmada para início de uma nova rodada.

O adiamento realizado pelo BC se deu motivado pela greve dos servidores. Por enquanto as consultas ao SVR continuam, segundo a instituição, temporariamente suspensas. Sem dizer quando, o Banco Central comunicou que em breve divulgará uma nova data de reabertura do sistema para novas consultas e resgate de valores existentes.

‘Valores a Receber’ é um serviço em que você pode consultar se tem dinheiro esquecido ou inesperado em algum banco, consórcio ou outra instituição financeira e, caso tenha, saber como resgatar o valor.   

O BC acredita que há cerca de R$ 8 bilhões em valores esquecidos. Porém, na primeira fase do SVR ficaram disponíveis cerca de R$ 4 bilhões para devolução.

O ‘dinheiro esquecido’ poder ser de recursos de:

contas-correntes ou de poupança encerradas, com saldo disponível;

tarifas e parcelas ou obrigações de créditos cobrados indevidamente, desde que a devolução esteja prevista em Termo de Compromisso assinado pelo banco com o BC;

cotas de capital e rateio de sobras líquidas de beneficiários e participantes de cooperativas de crédito;

recursos não procurados relacionados a grupos de consórcio encerrados.

Consulta da 2ª fase do Valores a Receber pelo CPF

Para acessar o Sistema Valores a Receber (SVR), saber qual o valor disponível e solicitar sua transferência você vai precisar da Conta gov.br nível prata ou ouro. Não é possível acessar o SVR com login Registrato. 

Para consultar se você tem valores para resgatar, basta informar o número do seu CPF por meio do site  https://www.bcb.gov.br/ Lembrando que por enquanto essa consulta está suspensa.

Segunda fase do SVR

De acordo com o Governo Federal, o Sistema Valores a Receber (SVR) desde o dia 17 de abril deste ano está passando por algumas alterações:

Não será mais necessário agendar, basta pedir o resgate dos recursos no momento da primeira consulta;

O sistema contará com novas informações repassadas pelas instituições financeiras. Portanto, mesmo se a pessoa já fez o resgate de seus recursos e não constou valores na primeira etapa, deverá consultar novamente, pois os dados serão atualizados, podendo haver valores a receber.

A greve de servidores do BC por melhores condições de trabalho e reajuste salarial foi o motivo da consulta ser adiada. A previsão é de retorno do sistema em agosto.

O BC alerta: 

O sistema não está disponível no momento.

O Banco Central NÃO envia links NEM entra em contato com você para tratar sobre valores a receber ou para confirmar seus dados pessoais.

NINGUÉM está autorizado a entrar em contato com você em nome do Banco Central ou do Sistema Valores a Receber.

Portanto, NUNCA clique em links suspeitos enviados por e-mail, SMS, WhatsApp ou Telegram.

NÃO faça qualquer tipo de pagamento para ter acesso aos valores. É golpe!

Comentários estão fechados.