Veja como automatizar o lançamento de Notas Fiscais utilizando o RPA

Diante do cenário fiscal brasileiro, composto por extensas normas, decretos, instruções e outras variáveis fiscais surgindo e sendo alteradas de forma constante, o Brasil se encontra na segunda posição do ranking das legislações ficais mais complexas do mundo, de acordo com o estudo do TMF Group, consultoria global especializada em processos financeiros.

Embora nos últimos anos o ambiente fiscal tenha se beneficiado da digitalização dos impostos, incluindo o lançamento do sistema eSocial, o País continua inserido num rol muito complexo com dezenas de diferentes regimes tributários.

O lançamento de Notas Fiscais, por exemplo, contempla inúmeros processos que demandam muito tempo das organizações para o cumprimento das obrigações fiscais e tributárias, sendo necessário muitas vezes criar uma área responsável por essa atividade.

Para lidar com este cenário, a automação do lançamento de Notas Fiscais utilizando tecnologias como o RPA (Robotic Process Automation) vem sendo adotada por diversas empresas como estratégia para otimizar a velocidade do processo, cumprindo com os prazos fiscais e reduzindo eventuais erros.

Segundo um estudo publicado pela Celonis, companhia global de mineração de processos, em organizações da Europa e dos Estados Unidos que possuem seus processos totalmente otimizados, é possível automatizar em cerca 85% o lançamento de todas as Notas Fiscais, restando, assim, apenas 15% desses documentos para serem analisados e lançados manualmente.

Para replicar esse cenário no Brasil, precisamos estar atentos a alguns fatores, conforme elencados abaixo.

Mapeamento e melhoria do processo

quando se trata de utilização do RPA para automação de processos manuais, no primeiro momento é de suma importância realizar o mapeamento de todo o fluxo de trabalho dessa atividade e de suas variáveis.

A partir dessa ação, é recomendado redesenhar o processo com uma visão de como a automação irá se comportar em operação, sempre buscando formas de melhorá-lo.

Realizar essa atividade no lançamento de NFs é extremamente desafiador, uma vez que existem diversas variáveis, por isso é importante entender o que significa e de onde vem cada informação que está sendo inserida no lançamento, assim o processo terá a melhor eficácia possível.

Definição de bases de consulta

muitas informações solicitadas para o lançamento de NFs são difíceis de inferir, como o valor do campo natureza, o CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações), a situação tributária e o tipo de entrada.

Na maioria das vezes, essas informações são inseridas tão repetidamente que elas ficam gravadas na cabeça do responsável.

Designed by @wichayada / Freepik
Designed by @wichayada / Freepik

Por isso, entender esses dados e criar uma base de consultas é um desafio a ser transposto, sobretudo porque é de extrema importância para que o RPA consiga identificar qual informação será inserida durante a operação.

Envolvimento das áreas

nas empresas, é comum que o processo de lançamento de uma Nota Fiscal passe por setores como fiscal, tributário e compras.

Em cada área uma informação pode ser inserida ou alterada nas NFs, ação que gera um grande desafio na implantação do RPA, uma vez que precisamos garantir padrões para o seu funcionamento.

Por isso, trazer transparência e envolvimento de todas as áreas relacionadas ao processo de automação é necessário para garantir que todos cumpram com processo definido, resultando na melhora da eficácia da automação e na elevação da garantia da operacionalização a longo prazo.

Como vimos, ainda que o Brasil tenha um dos cenários fiscais mais complexos do mundo, é possível melhorar o processo de inserção de dados utilizando o RPA.

Seguindo os três passos propostos, as empresas brasileiras podem experimentar operações quase que 100% automatizadas, se assemelhando às práticas de organizações mundo a fora. 

Por: Lucas Gomes, consultor sênior de Intelligent Process Automation na ICTS Protiviti, empresa especializada em soluções para gestão de riscos, compliance, ESG, auditoria interna, investigação, proteção e privacidade de dados.

Dica Extra: Já imaginou aprender 10 anos de Prática Contábil em poucas semanas?

Conheça um dos programas mais completos do mercado que vai te ensinar tudo que um contador precisa saber no seu dia a dia contábil, como: Rotinas Fiscais, Abertura, Alteração e Encerramento de empresas, tudo sobre Imposto de Renda, MEIs, Simples Nacional, Lucro Presumido, enfim, TUDO que você precisa saber para se tornar um Profissional Contábil Qualificado.

Se você precisa de Prática Contábil, clique aqui e entenda como aprender tudo isso e se tornar um verdadeiro profissional contábil.

Comentários estão fechados.