Vendas Digitais: Como a pandemia acelerou a digitalização das vendas

Consultor empresarial destaca como o digital pode ajudar vendedores a criar estratégias comerciais e reduzir perdas causadas pelas restrições resultantes da pandemia

0

Enquanto a incerteza segue em todos os setores da economia, novos modelos de abordagem e vendas são adotados por profissionais que buscam reduzir as perdas da crise.

Segundo o 1º Estudo da Prospecção Digital no Brasil, da empresa Ramper, 74% das 500 empresas ouvidas apontaram que seus vendedores estão enfrentando dificuldades para prospectar novos negócios durante a pandemia.

E de acordo com o consultor empresarial Roberto Vilela, utilizar recursos digitais tem sido a maneira mais assertiva de prospecção neste período. “Ferramentas como o Whatsapp, que já era utilizado antes, agora se tornou primordial.

Instagram e Linkedin deixaram de ser plataformas para a hora do cafezinho e se tornaram um ambiente para vendas.

É fundamental que o vendedor esteja atento ao conteúdo apresentado ali por seus prospects e aberto a utilizar estes ambientes virtuais para oferecer produtos, fazer negociações e buscar entregas que vão além do produto ou serviço em si.

Um apoio na utilização do que vende, a negociação de prazos mais atrativos e o tempo disponível para o trabalho neste ambiente precisam ser levados em consideração”, avalia.

A observação do consultor pode ser percebida também na preferência do consumidor por plataformas online na hora da compra. 

Um levantamento da empresa de inteligência de mercado Compre&Confie apontou que a venda via lojas virtuais no país cresceu 81% em abril, na comparação com o mesmo período de 2019.

Para Vilela, estar atento a esta mudança é primordial para que os vendedores resgatem seus resultados. “Quem esteve aberto a adotar novos métodos desde o início do problema, ainda no primeiro trimestre, hoje já consegue realizar o trabalho com mais facilidade.

Acompanhei muitos negócios e profissionais se reinventando, especialmente em relação às ferramentas de vendas utilizadas até então e o tipo de atendimento prestado”, diz.

Neste cenário, a prospecção também segue para o digital. A atração de novos consumidores através de ferramentas de marketing digital cresceu 12% nos últimos meses em relação ao ano passado, de acordo com a Ramper.

“Esses dados deixam claro o momento de adaptação pelo qual passamos. Nunca foi tão importante utilizar as redes sociais e o seu celular como ferramenta de vendas”, finaliza o consultor.

DICA EXTRA  DO JORNAL CONTÁBIL : MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio.  Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar. 

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com contador e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio. 

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Por Roberto Vilela, especialista nas áreas de gestão e estratégias comerciais. Atua em todo o Brasil com clientes de médio e grande porte realizando palestras, consultoria comercial e treinamentos vivenciais.