Em razão da publicação feita pelo departamento de imigração dos Estados Unidos, muitas pessoas ficaram preocupadas com a situação dos vistos de estudantes, que poderiam ser cancelados devido às aulas serem feitas online, e não presencialmente.

Como existe uma grande dependência de alguns colégios desses alunos e em diversos Estados há determinações sérias de distanciamento social, então houve uma ação de várias escolas, de 20 Estados diferentes, com apoio de associações de professores e faculdades.

Em Massachusetts, uma juíza homologou este acordo entre o governo e as escolas, então suspenderam essa decisão.

Mas na verdade, para tratar desse assunto, é fundamental lembrar da situação que ocorre com o departamento de imigração americano.

Há algum tempo eu venho escrevendo que existe algum desgaste nessa área, isso porque cada vez mais vem faltando investimentos no Immigration and Customs Enforcement (ICE).

Nos últimos meses, verifiquei uma série de notícias que afirmam essas sobre essas questões, como por exemplo, a falta de recursos para impressão de Green Cards e cartões de autorização para trabalho provisório.

E em 2020, com a chegada da eleição, é muito possível utilizar essas questões com um viés político.

Para uma reeleição, existe a chance de alterar visões e argumentos, visando mais alguns anos na presidência dos Estados Unidos, o que não é algo que eu aprovo, especialmente nesse cenário.

Em muitas coisas eu concordo com o atual presidente, como a questão do fechamento de algumas modalidades de vistos, já que realmente há muitos e com fins semelhantes.

Acredito que muitos funcionários da imigração (com exceção dos funcionários de embaixadas e consulados) estão preocupados com a ameaça de desemprego, uma vez que o congresso decidiu negar o pedido do aporte bilionário e isso pode implicar na demissão de muitos trabalhadores do setor.

Existe uma relação de antagonismo entre governo e imigração.

Enquanto o presidente diminui o número de vistos alegando que haverá mais empregos no mercado, tanto o ICE quanto outras empresas, estão definhando, sendo que até mesmo a American Airlines tem demitido inúmeros funcionários ao longo dos últimos tempos.

Por conta desses acontecimentos, parece menos funcional para a geração de empregos e mais uma política de restrição da imigração.

Além disso, é importante dizer que tanto aqueles que aguardam o Green Card, quanto os que estão esperando os cartões de autorização de trabalho que já estão aprovados, mas estão sendo impactados porque não há recurso para impressão desses itens.

Isso é injusto e eu espero que, assim como o congresso já se manifestou, tenham um parecer favorável para salvar o emprego de todas essas pessoas e beneficie o país como um todo.

Por: Daniel Toledo, advogado da Toledo e Advogados Associados especializado em direito internacional, consultor de negócios internacionais e palestrante.