Auxílio emergencial retroativo: saiba como consultar o pagamento

Mais de 34 mil pessoas receberam ontem, 22, o auxílio emergencial retroativo. Esse pagamento é resultado de uma nova nova análise feita pelo governo federal.

Para isso, foi levado em consideração os cidadãos que haviam sido considerados inelegíveis à receber as quatro parcelas de R$ 300, no caso do público em geral, e de R$ 600, para as mulheres provedoras de famílias monoparentais que foram pagas em 2020. 

Além disso, com a aprovação da Lei 14.171/21, também será pago duas cotas do auxílio para chefe de família monoparental, mas agora, será independente do gênero

Para saber se você tem direito ao valor retroativo nestes casos, elaboramos este artigo onde vamos te mostrar como conferir o pagamento benefício.

 Auxílio extensão

O pagamento retroativo é referente às quatro parcelas extras que foram pagas para aqueles que foram considerados aptos a receber o auxílio emergencial.

Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil
Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Para isso, era necessário cumprir os critérios estabelecidos pela MP nº 1.000, que foi publicada em setembro de 2020. No entanto, após fazer a conferência das informações dos trabalhadores, muitas pessoas acabaram ficando de fora dos pagamentos.

Diante disso, o governo federal fez uma nova análise e verificou que 34.629 pessoas deveriam ter recebido as parcelas na época.

Então, para corrigir essa situação os beneficiários receberam o pagamento em uma única parcela. No total, foram pagos cerca de R$ 46,07 milhões nesta rodada de pagamentos.

Como saber se tenho direito?

No ano passado, dentre os principais critérios para receber o benefício era  ter renda familiar mensal per capita de até meio salário-mínimo e renda familiar mensal total de três salários mínimos.

Qualquer alteração na condição financeira do trabalhador, como por exemplo, o registro de vinculo trabalhista após o recebimento do auxílio emergencial, levava ao cancelamento do mesmo. 

Então, para verificar se você foi considerado apto a receber a cota do auxílio retroativo, basta acessar o site da Dataprev com seus dados pessoas.

Assim, é possível conferir se foi feito o pagamento. Os beneficiários também podem acessar a poupança digital através do aplicativo Caixa Tem para ver se o dinheiro foi depositado.

Em caso positivo, é possível realizar saques, transferências e pagar contas, sem a necessidade de esperar a sua liberação. 

Vale ressaltar que, além do recebimento da cota retroativa, os beneficiários também terão seus dados revisados novamente pelo governo federal, visto que muitos ainda podem estar aptos à receber o auxílio emergencial neste ano.

Quem mais têm direito?

Com a aprovação da Lei 14.171/21, também será pago duas cotas do auxílio para chefe de família monoparental, mas agora, será independente do gênero.

Até então, a lei que regulamenta o benefício previa que o pagamento fosse realizado apenas para as mulheres. Assim, o pagamento retroativo de R$600 será feito às pessoas que não receberam em 2020 devido ao conflito de informações sobre a guarda de filhos.

Embora esse pagamento retroativo tenha sido estabelecido por lei, ainda não há informações sobre quando será feito. Atualmente, as famílias monoparentais têm direito a cota de R$250,00, no entanto, caso a chefe de família seja uma mulher, esta quantia é elevada para R $375,00.

Por Samara Arruda

Comentários estão fechados.