Débitos com a Receita Federal podem ser negociados até o dia 30

Órgão coloca à disposição a transação tributária. Saiba como aderir.

Se você não está quites com a Receita Federal, essa é a sua chance de colocar suas dívidas em dia. É possível obter até 50% de desconto através da Transação Tributária.  Ela é utilizada para os processos de pequeno valor e em discussão administrativa e destina-se a pessoas físicas, microempresas e empresas de pequeno porte.

Os contribuintes que possuem débitos em discussão judicial ou administrativa, referente ao pagamento de contribuições sobre a participação nos lucros e resultados (PLR) para previdência ou outras entidades e fundos, ainda têm tempo para a negociação.  

A Receita Federal vai encerrar em 30 de novembro o período para os contribuintes negociarem esses débitos. A Transação Tributária é uma forma de extinção das dívidas em que há concessões das duas partes. Assim, o contribuinte termina a discussão em processo judicial ou administrativo, e a Receita Federal aplica descontos no valor a pagar. 

O abatimento sobre o valor total da dívida pode chegar a 50%, podendo a entrada ser parcelada em cinco meses (6% do valor após desconto) e o restante ser pago em até sete meses.

O valor do processo deve observar o teto de 60 salários mínimos (R$ 66 mil) na data de adesão. Mas não podem ser incluídos débitos relativos ao Simples Nacional, que tenham sido parcelados anteriormente ou que sejam objeto de discussão relacionada a pedido de compensação.

Nos acordos, se o desconto for de 40%, a entrada é parcelada em seis meses e o restante da dívida em até 18 meses. Para o desconto de 30%, a entrada é paga em sete meses e o restante da dívida em 29 meses. O desconto de 20% permite o pagamento da entrada em oito meses e o restante da dívida em 52 meses.

Como aderir à modalidade?

– Acesse o Portal e-CAC;

– Selecione o item “Pagamentos e Parcelamentos”;

– Clique em “Transacionar Contencioso de Pequeno Valor” 

– informe os dados solicitados na declaração eletrônica;

– no final, clique no botão “Transmitir”.

Para os débitos que estiverem inscritos em Dívida Ativa da União, a negociação deve ser realizada junto ao portal Regularize. 

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Comentários estão fechados.