Empréstimos para MEI: veja 4 opções de crédito para a categoria

Dentre as vantagens de ser MEI está o acesso a produtos e serviços bancários, como empréstimos. 

A categoria de Microempreendedor Individual (MEI) trata-se de um modelo de negócio destinado a trabalhadores que atuam por conta própria. Seu principal objetivo é registrar estes profissionais frente ao trabalho informal. 

Para que essa meta seja atingida, a categoria conta com diversas vantagens. Neste  sentido, ao se formalizar como MEI, o trabalhador conta com tributos simplificados, facilidades na emissão de nota fiscal, acesso a empréstimos e outros serviços bancários, entre outros benefícios. 

Ao se tratar dos empréstimos destinados ao MEI, a categoria já conta com condições especiais de crédito, tais como juros mais baixos e menos exigências na aprovação. Isto ocorre, pois, diversas instituições já reconhecem o potencial dos empreendedores adeptos deste modelo. 

Vale ressaltar que as quantias liberadas são proporcionais ao teto do faturamento anual do MEI (R$ 81 mil). Além disso, o empreendedor deve se encaixar em determinados critérios para a aprovação do crédito. 

Sobre estes pontos, cada instituição estabelece seus próprios valores de crédito, bem como os requisitos utilizados para aprovação do interessado no empréstimo. Exposto isto, confira no tópico a seguir, pelo menos 4 opções de empréstimo para MEI. 

4 bancos que oferecem empréstimos para o MEI

Lembrando, que cada um das instituições possui critérios, vantagens e valores específicos, Confira cada uma delas a seguir: 

1 – BNDES 

O BNDES destina empréstimos de até R$ 20 mil á empresas com renda bruta anual igual ou inferior a R$ 360 mil. Os juros cobrados na operação devem ser negociados junto ao banco, todavia, a taxa não pode ultrapassar 40%. 

Os valores do empréstimo podem ser utilizados tanto como capital de giro e investimentos, como para aquisição de equipamentos e materiais. Lembrando, que o BNDES realizará uma análise prévia do perfil do contratante, para saber a possibilidade de concessão do crédito. 

2- Caixa Econômica Federal 

Na caixa é possível contratar o Microcrédito Produtivo Orientado, cujos valores devem ser usados exclusivamente no seu negócio. Assim como na opção anterior, a operação é possível para empresas com um faturamento anual de até R$ 360 mil. 

Contudo, neste caso, é necessário que o contratante seja cliente da Caixa, além de não possuir restrições no CPF, ou seja, para esta apto a pedir o empréstimo, a pessoa deve esta com o nome limpo. 

Enfim, a Caixa libera valores que vão de R$ 300 a R$ 21.000, com juros mensais de 3,49% ao mês. O débito originado da operação pode ser dividido de 4 a 24 parcelas mensais. 

3- Banco do Brasil  

O BB auxilia seus clientes também por um microcrédito orientado, cujo pagamento pode ser dividido em até 18 parcelas mensais. Os valores podem ser utilizados para diversos fins, como: 

  • Melhorar o fluxo de caixa;  
  • Comprar equipamentos e ferramentas; 
  • Aquisição de matérias; 
  • Entre outras necessidades do seu negócio. 

A grande vantagem desta opção é a zero cobrança no IOF. Em relação ao valor do crédito, isto dependerá da capacidade de pagamento de cada empreendimento. 

Para solicitar é preciso ser correntista do BB, além de possuir uma renda anual bruta de até R$ 360.000. Neste caso, também é realizado uma análise do perfil do contratante. 

4- Itaú 

Por fim, não obstante, o Itaú também oferece condições exclusivas para o investimento do seu negócio. Ao optar pela instituição, você pode contratar valores que variam entre R$ 400 e R$ 20.300, que podem ser divididos em 15 vezes, com juros de 3,79%, ao mês. 

Para contratar os créditos, basta que o contratante possua mais de 18 anos, esteja pelo menos a 6 meses em atividade e tenha renda bruta anual igual ou inferior a R$ 360 mil. Não é necessário ser um correntista do banco para solicitar o empréstimo.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$50 a R$300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Comentários estão fechados.