MEI: Você sabe quais as diferenças entre Certificado MEI e Cartão CNPJ?

Ambos documentos são muito importantes, mas tem sua particularidades.

Abrir o próprio negócio é o sonho de muitas pessoas. Já para outras, em tempos de crise econômica e pandemia, é uma necessidade. Empreender é o verbo do momento e as redes sociais estão aí para ajudar. A internet rompeu fronteiras. O céu é o limite.

Para formalizar o negócio e obter vantagens dentro da lei, muitos empreendedores optam por ser Microempreendedor Individual (MEI). Por ser menos burocrática, paga-se menos tributos, na hora de obter linhas de créditos têm mais vantagens e é possível emitir nota fiscal.

Mas também é preciso seguir regras para ser um MEI. Dentre a documentação necessária estão o Certificado MEI e o Cartão CNPJ. Para tirar as dúvidas sobre o assunto, saber as diferenças entre um e outro, o que é ser MEI, elaboramos este texto a seguir. Acompanhe. 

O que é um Microempreendedor Individual?

O MEI entrou em vigor em 2009 e já é o modelo mais comum de empresa adotado pelos brasileiros.  É uma excelente opção para quem trabalha por conta própria e que aderir ainda poderá dispor de benefícios do INSS como garantia de aposentadoria por idade ou invalidez, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio doença. Portanto, o MEI é um trabalhador autônomo registrado em um regime tributário diferenciado.

O que é quais as diferenças entre o Certificado e o Cartão CNPJ?

Para comprovar sua atuação como MEI são necessários alguns documentos. Entre eles estão o Certificado MEI e o Cartão CNPJ. Eles não são a mesma coisa como alguns podem pensar.

O Cartão CNPJ (Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica) reúne dados sobre a situação do seu negócio. Ele é, portanto, o comprovante da sua existência e regularidade do seu empreendimento na Receita Federal.

Neste cartão constam informações importantes da sua empresa como o número do CNPJ, a data de abertura da empresa, o nome fantasia,a razão social, o endereço, o e-mail, o telefone e a situação cadastral da empresa. Ele será utilizado em situações como  abrir uma conta corrente para pessoa jurídica, solicitar um empréstimo ou financiamento, cadastro da empresa em órgãos públicos, participação em licitações públicas, ou então, para cadastro em fornecedores e pagamentos parcelados.

 Já o Certificado MEI, também conhecido como CCMEI (Certificado da Condição do Microempreendedor Individual) é possível identificar as informações pessoais do titular da empresa, o valor investido para abrir a empresa e o alvará provisório que possui prazo de validade de 180 dias e pode se tornar definitivo caso a prefeitura aceite.

O Certificado MEI não permite a emissão de nota fiscal, pois o mesmo é só um comprovante, sendo necessário o Certificado Digital e-CNPJ para a emissão da mesma.

CCMEI é diferente de CNPJ?

Essa é uma dúvida muito comum para quem está acabando de entrar no empreendedorismo. 

O CCMEI (Certificado do Microempreendedor Individual) é um comprovante que certifica que sua empresa está aberta, além de comprovar a sua inscrição no CNPJ e Junta Comercial do seu Estado, valendo como alvará de funcionamento do seu negócio.

A principal diferença entre o certificado MEI e o Cartão de CNPJ MEI é que o primeiro possui, além das informações presentes no Cartão de CNPJ MEI, dados pessoais do microempreendedor individual, como nome completo, CPF e número de identidade. No certificado MEI também é possível conferir o alvará provisório da empresa.

O Certificado MEI é emitido pelo site do Governo Federal, enquanto o Cartão de CNPJ MEI é pela Receita Federal.

Em casos de dúvidas, peça o auxílio a um profissional de contabilidade para melhor orientação.

Por: Ana Luzia Rodrigues

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$ 50 a R$ 300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Comentários estão fechados.