Novo empréstimo via Caixa Tem é vantajoso? Entenda 

A novidade do banco chamada “Crédito Caixa Tem” vem sendo alvo de críticas de especialistas. 

Recentemente a Caixa Econômica Federal lançou uma nova linha de microcréditos que vão de R$ 300 a R$ 1.000, destinado à parcela da população de baixa renda do país. Especialistas vêm apontando críticas ao banco, justamente, devido ao público alvo da linha. 

Em geral, a maior parte dos comentários têm sido referentes a taxa de juros cobrada nos empréstimos, que conforme a instituição é de 3,99% ao mês. Sendo assim, especialistas apontam os créditos como uma espécie de cilada, dado o alto risco de endividamento para quem possui baixa renda. 

Quando colocado em comparação com algumas ofertas do mercado, o Crédito Caixa Tem, acaba não parecendo muito vantajoso. Neste sentido, possibilidades de contratação de empréstimo como a do CDC automático com juros de 2,17% ao mês, notavelmente valem mais a pena do que a oferta da caixa. 

Ainda neste sentido, o Bom pra Crédito tem parceria com mais de 30 empresas que concedem empréstimos. Nesta opção é possível encontrar taxas de juros mensais a partir de 0,75% ao mês, garantindo boas chances de uma cobrança baixa, com menos riscos de endividamento. 

Cabe salientar que a própria Caixa já oferece uma categoria de empréstimos consignados vantajosos, com taxas a partir de 0,94% ao mês. Contudo, está é uma alternativa destinada a aposentados e pensionistas do INSS ou servidores públicos. Isto porque, na categoria de consignado, o débito é descontado diretamente da folha de pagamento e este referido grupo possui uma renda mensal fixa que torna estas cobranças mais viáveis sem riscos para instituição credora. 

Por fim, também é válido dizer que atualmente é possível adiantar até 3 parcelas referentes ao saque-aniversário do FGTS. Modalidade esta que permite o resgate parcial do saldo presente no fundo, anualmente. Neste cenário, o governo libera uma espécie de empréstimo consignado que é descontado futuramente da conta vinculada, com juros mensais de 1,09%.

Comentários estão fechados.