Governo libera até R$ 20 mil de empréstimo para MEI. Veja se você pode

Empréstimo é uma opção para alavancar os negócios. Veja como obter

A pandemia da Covid-19 atingiu em cheio os micro e pequenos empresários que se viram em apuros para manter seus negócios. Pensando em uma maneira de incentivar a geração de trabalho e renda, o governo federal disponibilizou um microcrédito para pessoas físicas e jurídicas empreendedoras de atividades produtivas de pequeno porte, denominadas MEI (Microempreendedores Individuais).

Por meio do Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), quem é microempreendedor individual, pode conseguir um empréstimo com valor de até R$ 20 mil.

Veja as regras e como obter o empréstimo.

O que é MEI e quais as vantagens?

O Microempreendedor Individual (MEI) é um modelo mais simples para quem trabalha por conta própria. Inclusive, muitos se descobriram assim com a pandemia da Covid-19. Por demissão de seus empregos ou para somar renda. As benesses estão associadas ao INSS com garantia de aposentadoria por idade ou invalidez, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio-doença. 

No caso específico que é a obtenção de crédito, o MEI deve estar em dia com as suas obrigações, além de ter o faturamento dentro do limite permitido. Outro ponto que precisa ficar bem claro é que o MEI é uma pessoa física com CNPJ e não uma empresa com CNPJ. Por isso tem vários benefícios e facilidades.

Portanto, o MEI é um trabalhador autônomo registrado em um regime tributário diferenciado. Para continuar enquadrado, precisa seguir algumas regras:

  • ter faturamento máximo de R$81 mil ao ano;
  • contratar, no máximo, um colaborador;
  • não ser sócio de outras empresas;
  • exercer uma das atividades permitidas pela Resolução GGSN 140/2018.

Por que contratar o empréstimo?

A principal vantagem da linha de financiamento do BNDES é a taxa de juro, que não pode ultrapassar o percentual de 4% ao mês (incluindo todos os encargos). Outro benefício é o processo simplificado de solicitação. Com o dinheiro em mãos, o MEI só precisa se preocupar em garantir a expansão do seu negócio.

Nessa modalidade, o solicitante não pode estar com nome sujo e também não deverá ter a quantia de 30% da renda já comprometida. Pode ser solicitado de 300 a 20 mil e pode ser financiado em até 36 vezes.

Como utilizar o empréstimo?

Os recursos obtidos no serviço são voltados para ações focadas em investimentos de produtos fixos, para o financiamento de capital de giro, para a compra de máquinas e equipamentos (entre novos e usados), execução de obras civis, além de aquisição de materiais.

Contudo, é importante ao solicitar empréstimo o microempreendedor precisa ter consciência do que está fazendo a fim de não se afundar ainda mais em dívidas. Pois, desta forma, ao invés de alavancar o negócio, a situação pode piorar e ficar bastante complicada.

Como solicitar o financiamento?

Para solicitar o empréstimo junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Social, é necessário acessar o site por meio do canal MPME. Também é possível procurar os agentes operadores do BNDES Microcrédito da sua cidade ou região. Eles farão uma análise de concessão de crédito para definir quais serão as condições do financiamento.  Será necessário aguardar o prazo de até 48 horas para obter a resposta.

Dica Extra do Jornal Contábil: MEI saiba tudo o que é preciso para gerenciar seu próprio negócio. Se você buscar iniciar como MEI de maneira correta, estar legalizado e em dia com o governo, além de fazer tudo o que é necessário para o desenvolvimento da sua empresa, nós podemos ajudar.

Já imaginou economizar de R$50 a R$300 todos os meses com toda burocracia, risco de inadimplência e ainda ter a certeza que está fazendo suas declarações e obrigações de forma correta.

E o melhor é que você pode aprender tudo isso em apenas um final de semana. Uma alternativa rápida e eficaz é o curso MEI na prática. Trata-se de um curso rápido, porém completo e detalhado com tudo que um MEI precisa saber para ser autônomo e nunca mais passar por dificuldades ao gerir o seu negócio.

Quer saber mais? Clique aqui e mantenha sua empresa MEI em dia!

Comentários estão fechados.