Inteligência artificial e seu papel na aplicação do preço certo na hora certa!

Em um dos levantamentos realizados, foi constatado o crescimento de 27,8% no volume médio diário de vendas do produto durante os primeiros 30 dias de uso da solução

Conhecer plenamente os custos envolvidos em qualquer negócio é essencial para a definição de uma precificação mais assertiva dos produtos que serão colocados à venda. E mesmo que os valores estabelecidos sejam bem aceitos pelos consumidores, e a loja obtenha bom faturamento e lucro satisfatórios, é possível que o estabelecimento ainda esteja bem abaixo de seu potencial. Isso porque, nos dias de hoje, os preços se comportam de forma dinâmica, e é preciso melhorar constantemente.

Essa melhoria contínua ficou mais rápida e simples com o advento de soluções baseadas em inteligência artificial que possibilitam melhorar a performance nas vendas. Para quem duvida, estudos de caso comprovam isso por meio do acompanhamento diário do processo de comercialização, demonstrando um incremento entre 25% e 30%, em curto espaço de tempo. E isso se deu quando a inteligência artificial foi implantada, momento a partir do qual foi possível comparar os resultados com os períodos em que todo o trabalho de precificação era manual.

As vendas diárias se tornam mais constantes

Em um dos levantamentos realizados, foi constatado o crescimento de 27,8% no volume médio diário de vendas do produto durante os primeiros 30 dias de uso da solução. Tal comprovação aconteceu porque as vendas se tornaram mais constantes e previsíveis. Por exemplo, o gráfico abaixo mostra que as vendas estavam fracas, havendo um pico de vendas na semana da Black Friday. Em situação normal, as vendas voltariam a cair logo depois da data promocional. Porém, com a implantação da IA (parte do gráfico em amarelo), as vendas se mantiveram altas e constantes, ao contrário do que ocorria nas primeiras três semanas de novembro.

Fonte: Divulgação

As vendas aumentam sem prejudicar a margem

O melhor de tudo é que a precificação dinâmica não prejudica a lucratividade da operação. Isso porque as restrições de margem são parâmetros fundamentais para a operação da inteligência artificial. Com mais vendas, a loja obteve mais retorno financeiro. Antes, por ser definido manualmente, o preço quase nunca era revisado, ficando na casa dos R$ 34,99. A solução de inteligência artificial possibilitou uma mudança de estratégia. Foram estabelecidos limites mínimos e máximos de preços, entre R$ 30,99 e R$ 61,99. A partir dessa definição, a própria solução passou a testar os diversos cenários e a indicar o preço certo na hora certa. Ou seja, a precificação foi sendo ajustada de uma forma mais assertiva e dinâmica conforme a demanda, extraindo o máximo possível de rentabilidade do produto.

Para facilitar a compreensão, os preços não devem ser compostos baseados apenas nos custos. Há outras variáveis que devem ser consideradas. Por exemplo: é essencial saber quanto o mercado está disposto a pagar por determinado item ou, por outro ângulo, quantas pessoas estão dispostas a pagar X e quantas desejam o produto, mas só aceitam pagar Y. Descobrir sem ajuda da tecnologia é muito difícil. Com IA, no entanto, é possível estabelecer um preço e, de acordo com a demanda, subir ou baixar o valor num piscar de olhos.

Neste outro gráfico abaixo, observamos o histórico de preços no período de 30 dias estipulado pela solução tecnológica. Observe que, apesar de ficar determinado que o valor máximo seria de R$ 61,99, em nenhum momento o produto foi comercializado a esse preço. Da mesma forma, nunca ficou parado no mínimo, de R$ 30,99. Isso porque a IA é capaz de avaliar os mais diversos dados, como sazonalidade e previsão de demanda, aceitação dos novos preços pelos consumidores, além da meta para cobertura de estoque estabelecida em 60 dias.

Fonte: Divulgação

E mesmo que em algum momento o produto seja vendido a um valor menor do que na época em que a precificação era manual, o faturamento e o lucro tendem a ser maiores porque boa parte do estoque foi desovada a preços mais atraentes para o vendedor. É que todo o dinamismo da IA permite desenvolver e colocar em prática uma estratégia para não haver sobra nem falta no estoque. Nunca falta o produto, o que frustraria o consumidor, nem sobra, o que aumentaria os custos do dono da loja.

O faturamento aumenta mesmo com eventuais reduções no preço

Por último, no gráfico abaixo, observamos que houve aumento de 29,1% no faturamento ao longo dos primeiros 30 dias de uso da solução em comparação aos 30 dias anteriores.

Como se vê, a inteligência artificial é um divisor de águas quando se trata de estratégias de pricing. Por isso, determinar o preço certo na hora certa é tudo o que uma empresa precisa para vender de forma constante e extrair o máximo de rentabilidade dos produtos ofertados aos clientes.

Por Ricardo Ramos é CEO e Fundador da Precifica, uma das maiores empresas brasileiras especializadas em soluções de pricing

Criada em 2013, a Precifica é uma empresa brasileira líder em soluções de pricing. 

Comentários estão fechados.